segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Não adianta tapar o sol com a peneira.

Vivemos momentos cada vez mais difíceis  e somente juntos podemos laçar e socorrer o pouco de ética e amor ao próximo que nos restas, na frouxidão dos bons dias susurrados vemo-nos como uma sociedade mesquinha e hipócrita em busca contínua do individualismo, esquecendo que no meio disso tudo somos todos parte desta natureza que morre dia à dia. Aí fica uma reflexão não só aos políticos, mas aos leitores que acreditam não poder fazer nada para ajudar o conjunto em que vive,  viver a esperar que o melhor aconteça, pode nos trazer frustrações e desilusões futuras.
 A natureza agradece cada pequeno gesto de carinho para com ela, e esse povo sofrido que habita com sorriso entre os lábios dizem: - o sol nos traz esse vigor para lutarmos, mas a natureza não resiste  a tantos desmatamentos e falta de combate a seca.















“O caminho a percorrer é longo. A lógica é defender a prevenção, e aspectos como democratização da informação, formação voltada a uma melhor compreensão sobre as terras secas, participação qualificada, além de fortalecimento institucional e das instâncias de participação”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário